Ponto de Exus

PONTOS DE EXUS


Tranca Ruas

1)

O sino da igrejinha faz belém blém blão (2X)

deu meia-noite, o galo já cantou

seu tranca rua que é o dono da gira

Ô corre gira que ogum mandou!


2)

Ele é capitão da encruzilhada,

Ele é!

É ordenança de ogum!

Sua coroa quem lhe deu foi oxalá!

Sua divisa

Quem lhe deu foi omulu!

Oi salve o céu, salve o sol e

Salve a lua!

Saravá seu tranca rua

Que é dono da gira e está neste conga!

Ina ina mojubá (2x)

saravá seu Tranca Rua

Que é dono da gira

E está neste conga!


3)

La na encruzilhada tem um rei

E esse rei se chama Tranca-ruas

Lá na encruza tem outros reis

É exu caveira e a rainha pomba gira!


4)

Tranca rua no reino é uma beleza

Eu nunca vi exu assim

Ele é madeira que não dá cupim!


5)

Ó luar, ó luar (ó luar)

Mas ele é o dono da rua (ô luar)

Ó luar, ó luar (ó luar)

Mas ele é o filho da lua (ô luar)

Quem cometeu as suas faltas

Peça perdão a tranca ruas

Seu Tranca Ruas

É uma tesoura

Que corta língua de falador


6)

Deu um clarão na encruzilhada

E do clarão surgiu uma gargalhada

Não era o Sol, nem era a lua

O que brilhava era o mestre Tranca Ruas


7)

Seu Tranca Ruas me cobriu

com sua capa,

Ninguém da sua capa escapa,

A sua capa é um manto da caridade,

Sua capa cobre tudo,

Só não cobre a falsidade


8)

Bem no meio da encruzilhada

A meia noite o galo canta

Na porteira tem vigia

Esse portão tem segurança

Olha a Ronda (3x)

Tranca ruas, olha a ronda.


9)

Lá na encruzilhada

Existe um homem valente

Com sua capa de veludo

Com seu punhal e tridente

É madrugada

Ele está sempre ao meu lado

Por isso que eu te peço

Tranca Ruas

Venha ser meu advogado

Na encruza ele é rei

No terreiro ele é doutor

Vem prestar a caridade

Tranca Ruas já chegou

10)

Quando o sol aqui não mais brilhar

Quando a lua seu clarão refletir

É sinal que está na hora

É ele quem chega agora

Já deu meia noite

Tranca Ruas é quem chega aqui

Jurou amar alguém

Na encruzilhada

Jurou fazer o bem de madrugada

Hoje com fé

Companheiro e amigo leal

Quebra feitiço

E também desfaz o mal

E toda vez

Que na rua eu caminhar

E ouvir de longe sua voz a ecoar

Tenho certeza

Que agora não ando sozinho

Seu Tranca Ruas

É o dono do meu caminho


11)

No clarão do luar

Que clareia a rua

Quando se vê no aperto

Qualquer toco preto

É seu tranca Rua


12)

La vem Exu

No meio da encruzilhada

Com capa e seu garfo na mão

Umbanda é boa deixa correr

Seu Tranca Rua é pra valer


13)

Seu Tranca Ruas

Dá uma volta lá fora

Quem for bom bota pra dentro

e quem não for deixa lá fora

Exu Cigano

14)

Sete vezes eu cai

Sete vezes levantei

Sete vezes eu subi

Pela mão de um rei meu Deus

O arco Iris

Também tem as sete cores

A semana sete dias

E o cigano sete amores

La na estrada tem um cigano e ninguém tira

Vou chamar o rei cigano

Para vir firmar a gira


Exu Veludo

15)

Com ele ninguém pode

mas ele pode com tudo

na sua encruzilhada

ele é exu veludo!

Seu caixão é de veludo

Cabe um homem só


16)

Oi Salve o sol, Oi salve a lua (2X)

Na encruzilhada

Posso com tudo

Porque eu sou Exu Veludo


17)

Exu veludo

É um exu muito lindo

Na banda em qualquer lugar (2x)

Exu veludo pega o seu marafo

Exu veludo sabe o que faz

Qua qua qua

Exu Veludo está na banda

Ele vem pra trabalhar

Qua qua qua

Exu Veludo está na banda

Deixa ele curiar

18)

Deu Meia Noite

Ouvi uma gargalhada

Na Encruzilhada

Exu Veludo já chegou

Firmou seu ponto

Acendeu vela, fez magia

e no céu da noite fria

a lua branca então brilhou

Exu veludo Laroye e Mojuba

Exu veludo Mensageiro do orixá

Exu veludo Laroye e Mojuba

Não tem demanda que ele não possa quebrar

Exu veludo é rei

Ele é sim senhor

Ele é rei la na encruza

Na estrada ele é doutor


Caveira

19)

Portão de ferro

cadeado de madeira

na porta do cemitério

onde mora exu caveira


20)

Olha quem vem lá

Descendo a ladeira

Olha que ele é

Seu João caveira


Marabô

21)

Exu marabô ê

É mojuba

Ina ina mojoba

Exu marabo é mojuba


22)

Tava curiando na encruza

Quando a banda me chamou

Exu na encruza é rei

No terreiro ele é doutor

Exu vence demanda

Exu é Marabô


Sete Encruzilhadas

23)

Exu é rei

Rei da Encruzilhada

Uma banda sem exu não se pode fazer nada

Em cima daquela mesa

Tem sete facas cruzadas

Salve tranca ruas

Salve sete encruzilhadas


24)

É pra quem tem fé

Pra quem tem fé (2x)

Quem tem Seu Sete

Não fica sozinho.

Ele é o Exu da caridade

É ele quem abre meus caminhos


Meia Noite

25)

Exu da meia noite

Exu da madrugada

Uma banda sem exu

Não se pode fazer nada


Diversos

26)

Exu pisa no toco, exu pisa no galho

galho balança, exu não cai ô ganga

é exu, exu pisa no toco de um galho só


27)

Ê qua, qua, qua

Oi Que linda risada

Que exu vai dar

Que linda risada

Que exu vai dar

Que linda risada

De qua, qua, qua

28)

Assobiou, assobiou

Assobiou dezessete minutos

Seu Tranca Ruas assobiou dezessete minutos

Exu cigano assobiou

dezessete minutos,

Exu caveira assobiou

Dezessete minutos,

Seu marabô assobiou

Dezessete minutos

Exu veludo assobiou

Dezessete minutos

...


29)

Seu terno branco

Sua bengala (2X)

Na encruzilhada

Quiriquiriri.

Exu da risada


30)

Tem morador, de certo tem morador,

Tem morador, de certo tem morador.

Na terra onde o galo canta,

De certo tem morador.

No meu portão

Deixei meu sentinela

Eu deixei seu Tranca Ruas

Tomando conta da cancela

Eu deixei Exu Caveira

Tomando conta da cancela


31)

Balança a figueira (3x)

Quero ver exu aqui

Cadê seu (..........)

Que eu não vejo ele aqui

Cade seu (..........)

Balança a figueira

Que ele vem aí

32)

Deu meia noite

Quando o malvado chegou

De cartola e de bengala

Dizendo que era doutor

Mas ele era exu

Dizendo que era doutor


33)

Exu

Se ele prometer, pode até chover

Não esquece mais (2x)

Eu vou

Lhe dar um presente, meu senhor

Na encruzilhada, meu senhor

Ele é ouro só

Na encruzilhada, ele é um rei

Mas é de Qua, qua, qua


34)

Santo antonio de batalha,

faz de mim trabalhador (2x)

Corre e gira pomba gira,

Tranca rua e Marabô (2x)


35)

Exu não brinca

Exu não é de brincadeira

Onze horas plantou bananeira

Meia noite bananeira deu cacho

A banana não madurou

Exu plantou bananeira embaixo

Subida

36)

Exu bebeu, exu curiou

Exu vai embora

Que Zambi chamou

37)

Balança que pesa

É hora, é hora

São Miguel lhe chama

O Exu já vai embora

38)

Vai, vai

Exu vai passear

Numa estrada tão bonita

Numa noite de luar