Pontos de Xangô

Kaô Cabecile!

1)

Meu pai São João Batista é Xangô

É o dono do meu destino até o fim

Se um dia me fé faltar a meu senhor

Derrube sua pedreira sobre mim


2)

Pedra rolou pra Xangô

Lá na pedreira

Segura a pedra meu Pai

Na cachoeira

Tenho o meu corpo fechado

Xangô é meu protetor

Firma seu ponto meus filhos

Pai de cabeça chegou


3)

Por de trás daquela serra

Tem uma linda cachoeira

É do meu Pai Xangô

Que arrebentou sete pedreiras


4)

Ô Gino olha a sua banda

Ô Gino olha o seu congá

Aonde o rouxinol cantava

Aonde Xangô morava

Ele Gino da cobra coral

Ele Gino da cobra coral

Ele Gino da cobra coral Kaô


5)

Quem rola a pedra na pedreira é Xangô

Quem rola a pedra na pedreira é Xangô

Tenho meu corpo fechado

Xangô é meu protetor

Firma seu ponto meus filhos

Pai de cabeça chegou


6)

Ele bradou na aldeia.

Bradou na cachoeira.

Em noite de luar.

No alto da pedreira.

Vai fazer justiça.

Pra nos ajudar.

Ele bradou na aldeia.

Kaô, Kaô!

E aqui vai bradar

Kaô, Kaô

Ele é Xangô da pedreira.

Ele Nasceu na cachoeira.

Lá no Juremá!


7)

Dizem que Xangô

Mora na pedreira

Mas não é lá sua morada verdadeira

Mas ele mora numa cidade de Luz

Onde mora Santa Barbara,

Oxumaré e Jesus


8)

Pega o seu livro e vai ler

Pega a pena vai escrever

Xangô meu pai(2x)

Saravá Seu Alafi

Seu agodô


9)

No alto daquela pedreira

Ouvi um brado e era de Xangô

Kaô. Kaô Kaô Cabecile


10)

Sua machadinha é de ouro

É de ouro, é de ouro

Machadinha que corta mironga

É machadinha de Xangô


11)

Se eu errei

Aqui estou

Pedindo maleime meu Pai Xangô (2x)

Mandai a faisca de um raio pra iluminar

Segura pedra na pedreira não deixa rolar

Kao, Xangô meu Pai

Os seus filhos bambeiam

Mas não caem

12)

Xangô meu pai

Deixa esta pedreira ai

Oxalá esta te chamando

Deixa esta pedreira ai