As religiões são boas, os religiosos nem sempre...

(Por Victor Teixeira)


Estamos acompanhando pela imprensa diversos casos de "religiosos" envolvidos em casos de crimes sexuais. A Igreja Católica passa por uma grande crise envolvendo padres e a pedofilia; entre os protestantes também não é difícil encontrar noticias de que pastores usando de sua autoridade religiosa abusa de fiéis. A Umbanda e o Candomblé também não passam por fora desta situação; há relatos de pais de santo que enganam seus fiéis prometendo proteção espiritual em troca de sexo. O caso mais recente é de João de Deus que ganhou notoriedade internacional e hoje esta preso com centenas de mulheres o acusando de abuso sexual, inclusive de crianças e adolescentes.

O que acontece é que estas pessoas são falsos religiosos e que abusam em primeiro lugar da crença das pessoas de que ele é uma pessoa de moral ilibada. E assim acabam por acreditarem que estão acima do bem e do mal. O líder religioso é uma pessoa comum que possui acertos e erros e que como qualquer outra pessoa precisa sempre dar conta de seus atos. Ninguém pode estar na posição de santo.

Na Umbanda, o médium é apenas um instrumento da espiritualidade. Portanto a ele nenhuma glória. Se há uma cura espiritual quem concedeu esta cura foi Deus através do trabalho dos Guias espirituais. Se houve uma orientação e a pessoa conseguiu mudar o rumo de sua vida, agradeça aos Guias que são os orientadores. Já é tempo de entendermos que não há espaço para santificação de indivíduos. Precisamos confiar nas pessoas, mas sempre estar atendo a cada palavra, a cada gesto e a cada intenção.

A religião só é capaz de nos transformar em pessoas melhores se nos dedicarmos diariamente a esta tarefa. Se a religião me faz odiar as pessoas, se me faz acreditar que sou melhor que os outros esta religião não me serve. Ou melhor as pessoas que dirigem aquela religião não serve.

Tenhamos sempre em qualquer religião senso crítico. Sem isso, não somos religiosos, mas sim seguidores. Todas as religiões são boas desde que ela me ajude a ser melhor a cada dia.

31/01/2019

Outros editoriais: